Descubra 9 passos para melhorar a gestão da equipe de saúde

O aumento do estresse, comunicação distorcida, reclamações constantes dos pacientes. Estes são os impactos que são causados pela alta demanda de agendamentos e atendimentos e o acúmulo de afazeres diários presentes na rotina de uma equipe de saúde.

E o resultado não pode ser outro senão a queda de produtividade. Se isso tem acontecido na sua instituição de saúde, pode ficar tranquilo. Descubra 9 passos para melhorar a gestão da equipe de saúde!

Mas primeiro, fique atento aos sinais

As melhorias precisam ser contínuas para criar um ambiente colaborativo e de desenvolvimento dos colaboradores. Isso reflete diretamente no crescimento do estabelecimento de saúde, além de oferecer um atendimento de excelência aos pacientes, seu público final. E antes que você pense que não são necessárias grandes revisões na gestão da sua equipe de saúde, pare um pouco para analisar alguns pontos.

  • O estresse tem sido um fator de grande interferência no trabalho?
  • Você sente que a comunicação interna não está fluindo?
  • Cada membro da equipe de saúde realiza procedimentos como bem entende?
  • A falta de comprometimento com organização têm sido observada frequentemente?

Se você respondeu sim ao menos uma vez, você precisa agir hoje mesmo para mudar esse quadro. Para isso é preciso primeiramente mudar o clima organizacional para depois partir para decisões mais técnicas, que se adequem a sua realidade. Mas calma que vamos por partes. Nós, do Grupo Bringel, preparamos um material com 9 dicas para você gerir melhor a sua equipe de saúde.

9 dicas para a melhor gestão da equipe de saúde

  1. É essencial reconhecer o bom trabalho

Cada meta alcançada, em âmbito individual ou coletivo, precisa ser valorizada. O cotidiano dentro de um estabelecimento de saúde é muito corrido, cheio de imprevistos, mas isso não deve ser usado como justificativa para passar batido esse tópico essencial. Ele está em primeiro lugar, pois nele mora a motivação que você precisa para inspirar a equipe de saúde e poder seguir adiante com os próximos.

  1. As metas precisam ser claras

Elas são o norte, são a direção para chegar em um determinado objetivo. Para uma boa gestão de equipe de saúde, é preciso que eles conheçam o cenário do qual fazem parte e como o trabalho de cada um se enquadra e contribui para o objetivo maior. É importante que as metas sejam claras e realizáveis. Metas surreais causam o efeito reverso, desmotivam e não contribuem para um ambiente produtivo.

  1. Todas as ideias são bem-vindas

Dar espaço e voz para a equipe de saúde manifestar opiniões e sugestões ajuda a criar um ambiente colaborativo, amigável e de desenvolvimento. Mesmo que certa ideia não pareça viável num primeiro momento, ela com certeza pode ajudar posteriormente. Portanto, dê esse tipo de abertura.

  1. Crie a cultura do feedback

O feedback não é uma chamada de atenção quando algo de errado acontece. Ele deve ser uma conversa regular sobre todos os aspectos do trabalho da equipe de saúde. Atenção: os feedbacks podem ser coletivos, quando são pontos que dizem respeito à equipe de saúde, coisas que todos precisam saber. 

Mas o feedback precisa ser individual para pontuar as melhorias do colaborador e principalmente seus acertos e contribuições. Um feedback bem feito tem o poder de mudar atitudes dentro da equipe de saúde e fazer os colabores se sentirem importantes dentro da organização.

  1. Liderança acessível

Os colaboradores da equipe de saúde precisam ter meios para se comunicar com a liderança sempre que precisarem. Pode ser por meio de reuniões periódicas, e-mails ou bate-papos informais. A moral dos colaboradores ficam em alta quando eles sentem que suas dores estão sendo levadas em considerações e trabalhe para oferecer soluções, sempre mantendo um diálogo franco e respeitoso.

Trabalhamos primeiro o ambiente, agora vamos focar em algumas medidas para melhor gerir o trabalho no dia a dia do estabelecimento de saúde. 

Uma boa equipe de saúde é como uma orquestra: talentosa individualmente e harmoniosa em conjunto. É primordial que a liderança da equipe de saúde trabalhe com o objetivo de criar times eficazes, com o foco no melhor serviço aos pacientes.

  1. Faça uma rápida avaliação do tamanho da equipe de saúde atual 

Equipes muito grandes são mais difíceis de gerir, pois com a rotina agitada de um hospital ou clínica é possível que não haja condições de olhar individualmente para cada membro. Então aposte em equipes menores para uma melhor comunicação e interação.

  1. Dê atenção especial à segurança psicológica da equipe de saúde.

Mesmo que a rotina de um estabelecimento de saúde acabe tornando corriqueiras certas situações que normalmente seriam difíceis de lidar, ainda assim é necessário que a equipe de saúde saiba que pode contar com a liderança para o que precisar. 

Isso vale também para situações de discordância. Os colaboradores precisam se sentir seguros para expressar pontos de vista durante as reuniões.

  1. Faça reuniões curtas

E ainda sobre as reuniões, já se sabe há algum tempo que reuniões demoradas são contraproducentes – ainda mais se tratando de estabelecimentos de saúde.

Se programe para fazer reuniões curtas, de 10 a 15 minutos diárias. Assim os assuntos não se acumulam e caminhos distorcidos são rapidamente alinhados.

  1. Ande lado a lado com a tecnologia

Um sistema de gestão é útil para otimizar o tempo da equipe de saúde. Com ele é possível reduzir drasticamente o uso de papel, anotações mal feitas e ilegíveis em prontuários, depender exclusivamente do telefone para agendamentos e confirmações de consultas, entre outros problemas. 

Um software é o aliado que sua gestão de equipe de saúde precisa para dar um atendimento mais personalizado e humano aos seus pacientes, pois automatizando certas tarefas sobra mais tempo para o atendimento aos pacientes. 

 

Gostou do conteúdo? A gestão de uma equipe de saúde é um super desafio, no entanto a organização e as dicas que separamos com certeza vão contribuir para a execução de um trabalho mais acertado e eficaz, que vai trazer bons resultados e deixar os pacientes mais contentes.

Gostou? Compartilhe

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin
Share on telegram