EPIs para profissionais de saúde: entenda a importância do uso desses equipamentos

Com a pandemia, a utilização de EPIs para profissionais de saúde se tornou mais importante do que nunca. Desde sempre é necessário utilizar esses equipamentos para proteger os profissionais que trabalham em hospitais, clínicas ou consultórios. 

Por atuar nessa área, eles estão expostos a muitas doenças, infecções e até mesmo a produtos químicos que podem ser prejudiciais. 

Agora, mais do que nunca, é preciso reforçar essa proteção para combater o novo coronavírus e a pandemia acabar de vez. Então, continue lendo o artigo até o final para entender o que são os EPIs e qual a sua importância para os profissionais de saúde. 

 

O que são os EPIs para profissionais de saúde? 

Os EPIs para profissionais de saúde são necessários tanto para proteção própria, quanto de terceiros. Entenda a importância de sua utilização!

EPI significa equipamento de proteção individual. Quando falamos de EPI para profissionais da saúde, estamos falando de equipamentos que são utilizados dentro do ambiente hospitalar. 

Desde sempre é obrigatório o uso desses equipamentos nos hospitais, pois o profissional de saúde se expõe a dois tipos de risco: químico, biológico e físico. 

  • Riscos químicos: por estar sempre em contato com medicamentos e componentes químicos que podem ser prejudiciais a sua saúde; 
  • Riscos biológicos: O hospital é um lugar de alto risco de contaminação e infecção;
  • Riscos físicos: Este mais comum e presente em muitos ambientes de trabalho, mas os profissionais de saúde lidam com equipamentos pesados, pontiagudos e cortantes. 

Apesar dos EPIs serem mais utilizados em ambiente hospitalar, eles são na verdade recomendados em qualquer ambiente que tenha atendimento médico, como clínicas e consultórios também.

Não existe um EPI obrigatório para todos, pois isso irá depender da área da saúde e dos principais riscos e perigos que o profissional está exposto. Na verdade, não existia um EPI obrigatório para todos até pouco tempo. 

Com a pandemia de covid-19, a máscara se tornou EPI obrigatório para todos, principalmente para os profissionais de saúde que precisam de cuidado redobrado. 

Em geral, além da máscara, existem outros equipamentos que são utilizados pela maioria dos médicos. 

As luvas de borracha são um exemplo de proteção múltipla, pois impede que a pele entre em contato com agentes químicos perigosos e bloqueia o contato direto com microorganismos causadores de infecções.

Outro equipamento popular é o avental médico, que serve para evitar o contato direto com o paciente no ambiente hospitalar.

Responsabilidade

Todos os profissionais de saúde devem estar sempre utilizando e protegidos com EPIs. É função do hospital disponibilizar esse equipamento para as diferentes equipes de médicos e enfermeiros.

É muito importante que esses materiais sejam descartáveis, em sua maioria, para preservar a saúde do profissional e dos pacientes, evitando qualquer tipo de contaminação. 

Quando há o reuso dos EPIs, corre-se um risco muito maior de contaminação em larga escala de algum agente biológico perigoso. É preciso muito cuidado para evitar infecção hospitalar. 

Durante a fase de armazenamento dos EPIs, é importante que a data de validade e sua condição de uso estejam sempre verificadas para evitar o estoque de equipamentos ineficazes.

É nesse momento que a gestão hospitalar ou clínica tem importância na saúde, não só dos pacientes, mas também dos funcionários que trabalham no local. Além disso, é fundamental um treinamento com os profissionais que devem utilizar os EPIs. 

Eles aprendem o uso correto dos equipamentos e evitam acidentes pelo mal uso dos mesmos. Um treinamento também é importante para buscar um entendimento coletivo a respeito da importância dos protocolos de biossegurança. 

A importância para profissionais de saúde

Os EPIs para profissionais de saúde são necessários tanto para proteção própria, quanto de terceiros. Entenda a importância de sua utilização!

Como foi falado anteriormente, os equipamentos sempre foram muito importantes para garantir a saúde desses profissionais. É o que fica entre os profissionais de saúde e muitas doenças infecciosas e contagiosas às quais estão expostos todos os dias. 

Sem contar com os outros riscos que existem em um ambiente hospitalar, como objetos cortantes e produtos químicos. Mas, além disso, os EPIs estão ali para proteger também os próprios pacientes. 

Isso porque é uma maneira de controlar uma possível infecção hospitalar. Ao utilizar EPI, o profissional de saúde impede que qualquer vírus ou bactéria se espalhe pelo hospital, cortando a infecção ali na sua origem. 

Importância da biossegurança na pandemia

Apesar dos EPIs serem importantes desde sempre, no momento em que estamos vivendo, isso tem se destacado. 

A área da biossegurança tem um papel importantíssimo na contenção desse vírus e em impedir que ele se espalhe cada vez mais, e esse é o problema que enfrentamos nesse momento.

Para ser considerado EPI, o equipamento deve ser de uso individual e ter como objetivo proteger o profissional de riscos durante o trabalho. Para a proteção contra o coronavírus, essa proteção deve ser reforçada.

É recomendado para aqueles que trabalham em hospitais uma proteção completa. Por exemplo, além das máscaras, óculos de proteção ou algum protetor facial. Além disso, aventais e vestimentas de manga comprida, ou macacão e capuz impermeável. 

Assim, o profissional se protege por inteiro e, sem dúvidas, evita a contaminação de mais pessoas ao seu redor. Sendo assim, esses equipamentos são apenas medidas de controle do ambiente, para evitar que o vírus se espalhe mais e garantir a saúde do profissional. 

Isso é muito importante pois, só é possível vencer essa pandemia com os profissionais de saúde, que estão todos os dias lutando para salvar vidas. 

Por isso, tudo que pode ser feito para salvar a vida deles e garantir a sua saúde não protege apenas os próprios médicos, mas também todos nós, que precisamos deles nesse momento.

O que vimos até aqui?

Os EPIs para profissionais de saúde sempre foram importantes, mas, agora, além de proteger os médicos, eles ainda protegem a população.  

Além disso, não falamos apenas dos profissionais que trabalham em hospitais, mas também daqueles que atendem em consultórios. Pois, esses serviços não podem parar. 

E aí, esse artigo lhe ajudou a entender melhor a importância dos EPIs? Se sim, deixe aqui seu comentário.

Gostou? Compartilhe

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin
Share on telegram