Saúde Mental do Profissional: Porque se cuidar no dia a dia?

A saúde mental do profissional médico é um assunto delicado. A área de saúde é muito estressante e exige muito de seus colaboradores.

Por conta disso, muitos deles acabam negligenciando o próprio bem-estar em prol do seu trabalho. Enquanto alguns profissionais assumem que sua profissão já lhes causará muitos distúrbios, outros já não gostam de falar sobre isso.

No entanto, assim como seus pacientes, a saúde do médico é tão importante quanto, pois somente eles detêm a clareza necessária para cuidar do próximo. Por isso, veja mais sobre este assunto ao longo deste conteúdo.

A importância da saúde mental

Diariamente os médicos lidam com a correria de sua profissão e as angústias de seus pacientes. E ainda como se não bastasse, acabam lidando também com a:

  • Falta de material;
  • A falta de infraestrutura;
  • Falta de gestão e de medicamentos;
  • Pressão de prestarem um trabalho de excelência.

Assim como em qualquer profissão, na área médica também existem causas que estão fora do controle do profissional. No entanto, cabe a ele arrumar um modo de contornar isso.

Então, todos esses fatores junto com o acúmulo de dias e de experiência, acabam por fim, resultando em um estresse e numa sobrecarga difícil de lidar. 

Ainda, o profissional tem sua vida particular e todos os problemas que acontecem fora do trabalho que acabam somando para que sua saúde mental se desestabilize. A consequência de tudo isso é o aparecimento de alguns distúrbios mentais causados pela sobrecarga de tarefas e responsabilidades.

Os estudos feitos hoje em dia, apontam que 12% dos problemas relacionados à saúde são indicados como transtornos mentais. Já em outras pesquisas, os pacientes revelam queixas advindas desses problemas, que podem ser:

  • Mal-estar gástrico;
  • Sensação de ser incapacidade;
  • Insônia;
  • Cansaço.

Entre outras que podem evoluir para uma condição mais grave. Portanto, em toda atividade onde o profissional deve doar altas doses de:

  • Concentração;
  • Destreza;
  • Experiência.

Seja em qualquer segmento, ele está sujeito a passar por isso. As causas para que esses distúrbios apareçam são variadas. Parte delas podem acabar acontecendo por conta do profissional ter uma rotina de trabalho que ultrapassa 24 horas.

Além disso, pessoas com inclinação genética também possuem maiores chances para que possam desenvolvê-las.  Alguns dos distúrbios apresentados podem ser:

Depressão

A depressão é um dos maiores fatores que prejudicam a saúde mental profissional. Dentro dela, o profissional experimenta:

  • Uma constante tristeza;
  • Dificuldades para se manter motivado;
  • Falta de apetite;
  • Isolamento;
  • Irritabilidade.

Dentre inúmeros sintomas que acabam prejudicando sua capacidade no trabalho e atrapalhando todo o seu desempenho como profissional.

Síndrome do esgotamento

o esgotamento mental e físico é um sintoma de disturbio mental

A síndrome do esgotamento está ligada ao fato do profissional não conseguir lidar com tudo o que lhe é atribuído e assim, começam a ter:

  • Problemas de memória;
  • Tornam-se agressivos;
  • Intolerantes;
  • Apáticos.

E quase nunca conseguem proporcionar lazer a si mesmo. Então, o diagnóstico muitas vezes pode acabar sendo confundido com ansiedade por apresentar sintomas parecidos.

Além disso, podem associá-lo com algum acontecimento específico e esse distúrbio acaba sendo negligenciado. Muitas vezes, por conta da demora na percepção dessa síndrome, o profissional acaba chegando ao seu ponto extremo.

Quando essa síndrome aparece, ela atrapalha muito o profissional pois o mesmo, pode acabar se tornando impaciente e agressivo com seus pacientes, demonstrando falta de empatia diante de seus problemas.

Ao chegar a esse ponto, o profissional pode sofrer um afastamento e dependendo do seu quadro, podem até mesmo perder o direito de exercerem seus conhecimentos na área médica.

Outros tipos de distúrbios que atrapalham a saúde mental

profissionais da saúde não estão imunes às doenças que ajudam a tratar

Os profissionais também podem acabar sendo diagnosticados com vários outros tipos de transtornos, como mencionaremos abaixo:

  • Ansiedade;
  • Bipolaridade;
  • Esquizofrenia;
  • T.O.C;
  • Ataque de pânico.

Alguns desses transtornos são gravíssimos e, se não tratados corretamente, podem fazer com que o profissional entre em um estado depressivo que pode levá-lo à morte.

Na área médica então, isso é ainda mais grave pois o conhecimento sobre os remédios podem fazer com que o profissional tenha fácil acesso a eles.

Como evitar hábitos prejudiciais?

A saúde mental profissional dessas pessoas depende muito do estilo de vida que elas levam e de quanto elas equilibram suas atividades. Sendo assim, para contornar essas situações há algumas alternativas.

1. Prática de atividades físicas

Não só para os profissionais da área de saúde, mas para qualquer profissional, ter hábitos esportivos é um ótimo meio de aliviar o estresse e as tensões do dia a dia.

A liberação de neurotransmissores faz com que a pessoa se sinta melhor e mais calma. Procurar atividades prazerosas para o mesmo é o melhor caminho para fazer com que esse profissional tenha, em especial, um maior controle sobre sua saúde.

2. Ter tempo para a vida pessoal

Um dos grandes erros das pessoas que trabalham na área de saúde é dedicarem todo o seu tempo à sua profissão sem que tirem horas para o lazer.

A atividade médica é algo exigente e qualquer um que não trabalha com medicina sabe disso. Essa é uma profissão que demanda muito esforço do indivíduo, que por muitas vezes, se encontra de mãos atadas sem saber o que fazer.

Mas, para que possam continuar prestando um serviço de qualidade, é essencial que o profissional separe um tempo para cuidar de si e respirar, sem qualquer contato com seu trabalho.

Saber filtrar as prioridades é o primeiro caminho para que sua saúde mental se mantenha intacta. Além disso, contar com a ajuda de programas tecnológicos no dia a dia para facilitar o trabalho ajuda bastante a tirar a sobrecarga das responsabilidades.

3. Cuide de si

Quando falamos de vida pessoal, queremos dizer tirar um tempo para realizar suas tarefas de rotina e passar um tempo com a família fazendo o que gosta. Agora, é essencial que dentro disso, o profissional reserve um tempo para cuidar de si.

Manter um apoio com psicólogo, fazer exames de rotina, ter hábitos de vida saudáveis, tudo isso é vital para que ele não perca o controle com o estresse do dia a dia.

Conclusão

A saúde mental profissional das pessoas da área da saúde é muito importante de serem preservadas. Muitos profissionais possuem os sintomas aqui citados, mas não buscam ajuda com medo de ficarem impossibilitados de exercerem seus conhecimentos.

No entanto, o quanto antes tratarem esses distúrbios, menor será o risco do profissional não poder atuar em sua área. A saúde médica é vital para um atendimento de qualidade. Sem isso, todo o sistema fica ainda mais difícil.

Portanto, a quaisquer sinais desses traços, é importante buscar ajuda. Evitar cometer os atos prejudiciais e começar a ter uma nova maneira de viver, também ajuda bastante nesse controle. Deixe aqui sua opinião sobre o assunto e compartilhe este artigo.

Gostou? Compartilhe

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin
Share on telegram